Notícias

As belas e ameaçadoras espirais dos ciclones tropicais

Ciclone, furacão, tufão. O nome depende de onde se forma, mas uma tempestades tropical é tão impressionantes vista do espaço quanto perigosa para quem está em seu caminho.

Redação ((o))eco ·
3 de junho de 2012 · 9 anos atrás

Ciclone tropical é um termo geral, e dependendo de sua localização geográfica e de sua intensidade pode ganhar várias denominações. No Pacífico noroeste eles são chamados de tufões, no Atlântico são conhecidos como furacões, e no Pacífico sul recebem o nome de ciclone. Normalmente um ciclone tropical recebe um nome próprio definido a partir de listas sazonais, para que o público em geral possa distinguir um sistema quando há vários diferentes em uma mesma bacia ao mesmo tempo. Um ciclone tropical é um sistema formado por grandes tempestades e é caracterizado por ser uma região onde a pressão atmosférica é significativamente menor e a temperatura é ligeiramente maior do que suas vizinhanças. Eles são os causadores de alguns dos piores desastres naturais do mundo, como o furacão Katrina. No caso de ciclones tropicais excepcionalmente destrutivos, o seu nome é retirado definitivamente de qualquer lista e outro nome é posto no seu lugar.

Nas fotos a seguir, divulgadas pelo Observatório da Terra da NASA, podemos ver fotos de vários ciclones tropicais ao redor do planeta.

 

Leia também

Notícias
13 de outubro de 2021

Desmatamento na Amazônia em setembro chega perto de 1000 km², aponta INPE

Sistema de alertas Deter indica que este é o segundo pior setembro da série histórica. Números ficam atrás apenas de 2019, quando os alertas indicaram perda de 1.454 km²

Notícias
13 de outubro de 2021

Área de pasto cresceu 200% na Amazônia nos últimos 36 anos

Atualmente, pastagens ocupam 154 milhões de hectares em todo país, área equivalente a quase todo estado do Amazonas, mostra levantamento do Mapbiomas

Colunas
13 de outubro de 2021

10 livros para mergulhar em conservação, parte 3: o canto do dodô

Dando sequência na série sobre grandes livros da conservação, apresento a obra-prima do jornalista David Quammen, um livro de um não-cientista que qualquer cientista teria orgulho de ter escrito

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta