Notícias

Entra em vigor lei que muda UCs na Amazônia

Mal acabou a Rio+20 e, ontem (26), foi publicada a lei que altera UCs no caminho da construção do Complexo Hidrelétrico de Tapajós. 

Daniele Bragança ·
27 de junho de 2012 · 10 anos atrás
 Arte: Paulo André Vieira
Arte: Paulo André Vieira

Passou despercebida.  Ontem (26/6), menos de uma semana após o fim da Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável, Rio+20, foi publicado no Diário Oficial a lei nº 12.678, que altera as Unidades de Conservação na Amazônia para a construção do Complexo Hidrelétrico de Tapajós.

A Medida Provisória 558 foi a primeira MP publicada pelo governo Dilma em 2012: no dia 6 de janeiro. Passou rapidamente pela Câmara, sendo aprovada no dia 15 de maio e duas semanas depois, no Senado (30/05). Aprovada no Congresso Nacional, a MP se converteu na Lei 12.678.

A partir de agora, o Complexo Hidrelétrico de Tapajós poderá deslanchar, com suas 5 usinas ao longo do rio Tapajós. A primeira a ser construída deverá ser a Usina Hidrelétrica de São Luiz do Tapajós, com capacidade de geração de 6133 MW. Em fevereiro, o Ibama já autorizara os pedidos feitos pela Eletrobrás para coletar dados necessários ao estudo de impacto ambiental a ser completado esse ano.

No site do Programa de Aceleração do Crescimento, a Usina São Luiz do Tapajós está em fase preparatória. A previsão do Plano Decenal de Expansão de Energia, é que ela esteja pronta em janeiro de 2016.

  • Daniele Bragança

    É repórter especializada na cobertura de legislação e política ambiental. Formada em jornalismo pela Universidade do Estado d...

Leia também

Notícias
28 de janeiro de 2022

‘Nós não negamos nem desprezamos as causas das mudanças de clima’, defende-se Xico Graziano

Em pedido de resposta, engenheiro agrônomo Xico Graziano, membro do núcleo de campanha de Sergio Moro, diz que candidatura é aliada na luta em defesa do futuro sustentável

Salada Verde
28 de janeiro de 2022

Filhote de onça se esconde em motor de caminhonete, veja vídeo

Onça cutucada com vara curta contraria dito popular e apenas foge. Filmagem tem sido compartilhada em grupos e nas redes sociais. Não se sabe a origem do vídeo

Notícias
28 de janeiro de 2022

Cientistas pedem que países europeus e China boicotem soja e carne brasileira

Em artigo, os pesquisadores denunciam a nova alta de desmatamento na Amazônia e pressionam os países a pararem de comprar soja e carne bovina brasileira

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1

  1. Manoel diz:

    Ou seja… os desqualificados nem escondem que a questão é política. Querem ajudar a quebrar o Brasil de qualquer jeito. E o melhor de tudo é apelaram pra China, como se não fossem os maiores poluentes do mundo. Infelizes…