Notícias

O Pedal Verde e outras boas ideias para se cultivar

Em uma São Paulo em transformação, ciclistas plantam árvores e ganham força as hortas comunitárias e as feiras de trocas de sementes

Daniel Santini ·
30 de janeiro de 2013 · 9 anos atrás
Horta comunitária na Praça das Corujás, em São Paulo. Fotos: Daniel Santini

No fim de semana passado um grupo de ciclistas saiu do Viveiro Manequinho Lopes, no Parque do Ibirapuera, com mudas e sementes para plantar. O encontro, conhecido como Pedal Verde, é aberto a participação de todos e acontece tradicionalmente no último domingo do mês. Dá para acompanhar quando serão os próximos encontros e ler mais sobre o projeto pelo site do grupo ou pela página no Facebook. A iniciativa, que acontece desde 2009, é simbólica de uma São Paulo em transformação, cansada de ser tão cinza, asfaltada e poluída.

Os ciclistas do Pedal Verde não são os únicos agindo por mudanças, defendendo mais praças, mais verde e, logo, menos permeabilização do solo; o que é bastante pertinente nestes dias em que a chuva é tanta que alguns trechos da cidade viram rios, com carros boiando no asfalto. Aos poucos, moradores começam a se organizar para, juntos, cobrarem do poder público providências ou, simplesmente, ocupar o espaço público que já existe. O Movimento Boa Praça, cujas ações se concentram na zona oeste da cidade, é um destes grupos que realizam piqueniques, feiras de trocas, teatros de fantoches para crianças e multirões de limpeza em praças públicas.

As mobilizações vão de ações pontuais a projetos permanentes, com participação constante de moradores locais. Na Praça Dolores Ibarruri, mais conhecida como Praça das Corujas, a horta comunitária já dá resultados em um espaço antes coberto apenas por grama. É comum agora ver no local vizinhos conversando animadamente ou apenas parando para olhar a evolução do plantio. Na página do grupo tem informações sobre como participar e ajudar.

Comida plantada por moradores e voluntários em espaço antes coberto por mato

Se você se interessou por este tipo de iniciativa, gosta de praças, de plantas e de ar livre, vale visitar o 10º Piquenique de Trocas de Sementes e Mudas das Estações, que acontece no próximo domingo, 3 de fevereiro, no Parque da Luz, “o mais antigo jardim público da cidade”, conforme o convite aberto no evento criado no Facebook. O evento acontece das 10h às 15h e conta com apoio dos grupos Árvores Vivas, Viveiro Arborizando e Hortelões Urbanos. É um bom dia de aproveitar para dar uma caminhada, ir de bicicleta ou metrô linha azul (Luz e Tiradentes) ou linha amarela (Luz).

Na mensagem, o aviso que trata-se de um espaço para convívio social e educação ambiental


Leia também

Campinas e Grande SP têm tarifa de ônibus mais cara do país
Venda de carros grandes dispara no Brasil
Finalmente diesel menos poluente chega ao mercado

 

 

 

 

  • Daniel Santini

    Responsável pela plataforma ((o)) eco Data. Especialista em jornalismo internacional, foi um dos organizadores da expedição c...

Leia também

Notícias
6 de julho de 2022

Coalizão pelo Pampa publica carta aberta em defesa do bioma e alerta para ameaças

O documento lista dez diretrizes e ações para uso sustentável e conservação do Pampa e chama atenção para ameaças e destruição acelerada nos últimos anos

Notícias
6 de julho de 2022

Governador de Roraima sanciona lei que proíbe destruição de equipamentos do garimpo ilegal

Ministério Público afirma que lei é inconstitucional e pede que seja julgada no STF. Autor da proposta na Assembleia é defensor declarado do garimpo

Notícias
6 de julho de 2022

Governador do MT veta projeto que barrava construção de usinas no Rio Cuiabá

Considerado uma das principais veias de abastecimento do Pantanal, o curso d'água é alvo de um complexo de seis pequenas centrais hidrelétricas. Parlamentares organizam reversão do veto

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta