Notícias

O Pedal Verde e outras boas ideias para se cultivar

Em uma São Paulo em transformação, ciclistas plantam árvores e ganham força as hortas comunitárias e as feiras de trocas de sementes

Daniel Santini ·
30 de janeiro de 2013 · 9 anos atrás
Horta comunitária na Praça das Corujás, em São Paulo. Fotos: Daniel Santini

No fim de semana passado um grupo de ciclistas saiu do Viveiro Manequinho Lopes, no Parque do Ibirapuera, com mudas e sementes para plantar. O encontro, conhecido como Pedal Verde, é aberto a participação de todos e acontece tradicionalmente no último domingo do mês. Dá para acompanhar quando serão os próximos encontros e ler mais sobre o projeto pelo site do grupo ou pela página no Facebook. A iniciativa, que acontece desde 2009, é simbólica de uma São Paulo em transformação, cansada de ser tão cinza, asfaltada e poluída.

Os ciclistas do Pedal Verde não são os únicos agindo por mudanças, defendendo mais praças, mais verde e, logo, menos permeabilização do solo; o que é bastante pertinente nestes dias em que a chuva é tanta que alguns trechos da cidade viram rios, com carros boiando no asfalto. Aos poucos, moradores começam a se organizar para, juntos, cobrarem do poder público providências ou, simplesmente, ocupar o espaço público que já existe. O Movimento Boa Praça, cujas ações se concentram na zona oeste da cidade, é um destes grupos que realizam piqueniques, feiras de trocas, teatros de fantoches para crianças e multirões de limpeza em praças públicas.

As mobilizações vão de ações pontuais a projetos permanentes, com participação constante de moradores locais. Na Praça Dolores Ibarruri, mais conhecida como Praça das Corujas, a horta comunitária já dá resultados em um espaço antes coberto apenas por grama. É comum agora ver no local vizinhos conversando animadamente ou apenas parando para olhar a evolução do plantio. Na página do grupo tem informações sobre como participar e ajudar.

Comida plantada por moradores e voluntários em espaço antes coberto por mato

Se você se interessou por este tipo de iniciativa, gosta de praças, de plantas e de ar livre, vale visitar o 10º Piquenique de Trocas de Sementes e Mudas das Estações, que acontece no próximo domingo, 3 de fevereiro, no Parque da Luz, “o mais antigo jardim público da cidade”, conforme o convite aberto no evento criado no Facebook. O evento acontece das 10h às 15h e conta com apoio dos grupos Árvores Vivas, Viveiro Arborizando e Hortelões Urbanos. É um bom dia de aproveitar para dar uma caminhada, ir de bicicleta ou metrô linha azul (Luz e Tiradentes) ou linha amarela (Luz).

Na mensagem, o aviso que trata-se de um espaço para convívio social e educação ambiental


Leia também

Campinas e Grande SP têm tarifa de ônibus mais cara do país
Venda de carros grandes dispara no Brasil
Finalmente diesel menos poluente chega ao mercado

 

 

 

 

  • Daniel Santini

    Responsável pela plataforma ((o)) eco Data. Especialista em jornalismo internacional, foi um dos organizadores da expedição c...

Leia também

Notícias
24 de setembro de 2021

Ameaçado pelo avanço da agricultura, Pampa é o bioma que mais perde vegetação nativa

Levantamento do Mapbiomas mostra que em 36 anos o segundo menor bioma do país perdeu 21,04% de sua cobertura vegetal. Maior parte da perda foi para a produção de soja

Notícias
24 de setembro de 2021

Servidores da Bahia entram com ação contra “Secretária-Diretora” do Meio Ambiente no estado

Associação de servidores ambientais denuncia inconstitucionalidade do acúmulo de cargos de chefia na área ambiental do estado exercido por Márcia Telles há mais de 4 meses

Notícias
23 de setembro de 2021

Sociedade civil repudia propostas antiambientais da Economia

Planos de Paulo Guedes e setor empresarial para o meio ambiente estão sendo analisados pelo Ibama, que tem até dia 30 de setembro para responder

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta