Notícias

Museu Goeldi lança portal sobre botânica da Amazônia Oriental

O novo site também reunirá pesquisas na área de zoologia referentes aos estados do Pará, Amapá, Mato Grosso, Maranhão e Tocantins.

Redação ((o))eco ·
16 de novembro de 2012 · 9 anos atrás
Exemplar do Muiracatiara (Astronium lecointei Ducke) no catálogo do Museu Goeldi.
Exemplar do Muiracatiara (Astronium lecointei Ducke) no catálogo do Museu Goeldi.

O Museu Goeldi lançou no começo do mês o novo portal do Programa de Pesquisa em Biodiversidade da Amazônia Oriental. O site agrega informações dos seis Núcleos Regionais que compõem  a Rede da Amazônia Oriental e disponibiliza as bases de dados em botânica e zoologia da região, que envolve os Estados do Pará, Amapá, Mato Grosso, Maranhão e Tocantins.
 
Além de notícias sobre treinamentos, eventos, informes e um acervo digital que abriga livros, exposições virtuais e imagens, o portal também disponibiliza capítulos de livros, artigos, resumos, teses e dissertações produzidas pelos pesquisadores da Rede.
 
As informações sobre coleções científicas em botânica podem ser acessadas através do acervo Herbário e os dados sobre zoologia no portal das Coleções Zoológicas do Museu Goeldi.
 
O novo portal do Programa de Pesquisa em Biodiversidade – PPBio Amazônia Oriental pode ser acessado neste link.

 

Leia também

Notícias
19 de janeiro de 2022

Com pedido de Wassef, Justiça libera madeira apreendida em operação histórica

O advogado da família Bolsonaro conseguiu a liberação de madeira e bens da empresa MDP Transportes, uma das afetadas pela operação da PF que resultou na maior apreensão de madeira já feita

Salada Verde
18 de janeiro de 2022

Em evento, Bolsonaro comemora redução de 80% das multas do Ibama

“Nós reduzimos em mais de 80% as multagens no campo”, disse o presidente, que creditou ao ex-ministro Salles e à ministra da Agricultura, Teresa Cristina, as boas medidas para o campo

Salada Verde
18 de janeiro de 2022

MPF se pronuncia contra decreto que permite destruição de qualquer caverna

Câmara de Meio Ambiente do Ministério Público Federal (4CCR) diz que norma desrespeita princípios constitucionais. Governo publicou decreto na semana passada

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta