Notícias

Museu Goeldi lança portal sobre botânica da Amazônia Oriental

O novo site também reunirá pesquisas na área de zoologia referentes aos estados do Pará, Amapá, Mato Grosso, Maranhão e Tocantins.

Redação ((o))eco ·
16 de novembro de 2012 · 9 anos atrás
Exemplar do Muiracatiara (Astronium lecointei Ducke) no catálogo do Museu Goeldi.
Exemplar do Muiracatiara (Astronium lecointei Ducke) no catálogo do Museu Goeldi.

O Museu Goeldi lançou no começo do mês o novo portal do Programa de Pesquisa em Biodiversidade da Amazônia Oriental. O site agrega informações dos seis Núcleos Regionais que compõem  a Rede da Amazônia Oriental e disponibiliza as bases de dados em botânica e zoologia da região, que envolve os Estados do Pará, Amapá, Mato Grosso, Maranhão e Tocantins.
 
Além de notícias sobre treinamentos, eventos, informes e um acervo digital que abriga livros, exposições virtuais e imagens, o portal também disponibiliza capítulos de livros, artigos, resumos, teses e dissertações produzidas pelos pesquisadores da Rede.
 
As informações sobre coleções científicas em botânica podem ser acessadas através do acervo Herbário e os dados sobre zoologia no portal das Coleções Zoológicas do Museu Goeldi.
 
O novo portal do Programa de Pesquisa em Biodiversidade – PPBio Amazônia Oriental pode ser acessado neste link.

 

Leia também

Notícias
13 de outubro de 2021

Desmatamento na Amazônia em setembro chega perto de 1000 km², aponta INPE

Sistema de alertas Deter indica que este é o segundo pior setembro da série histórica. Números ficam atrás apenas de 2019, quando os alertas indicaram perda de 1.454 km²

Notícias
13 de outubro de 2021

Área de pasto cresceu 200% na Amazônia nos últimos 36 anos

Atualmente, pastagens ocupam 154 milhões de hectares em todo país, área equivalente a quase todo estado do Amazonas, mostra levantamento do Mapbiomas

Colunas
13 de outubro de 2021

10 livros para mergulhar em conservação, parte 3: o canto do dodô

Dando sequência na série sobre grandes livros da conservação, apresento a obra-prima do jornalista David Quammen, um livro de um não-cientista que qualquer cientista teria orgulho de ter escrito

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta