Notícias

Quanto mais caramujo, mais gavião-caramujeiro

O homenageado da semana é o Gavião-caramujeiro, que ganhou este nome por se alimentar quase exclusivamente de caramujos. Foto: Dario Sanches

Redação ((o))eco ·
24 de agosto de 2012 · 12 anos atrás
O homenageado da semana em ((o))eco é o Gavião-caramujeiro (Rostrhamus sociabilis), tabém conhecido como gavião-de-aruá. Ele ganhou este nome por se alimentar quase exclusivamente de aruás, um tipo de caramujo aquático. Com vôos rasantes, agarra os caramujos com os pés e utiliza seu bico curvo para fisgar a parte comestível da presa, dentro da concha.

O caramujeiro tem aproximadamente 40 cm e seu habitat são brejos, lagoas e pastos alagados, que vão desde o sul dos EUA, passando pelo México, o Brasil e chegando até a Argentina.

Em El Salvador, a população do Gavião-caramujeiro está crescendo, apesar dele só ter sido avistado pela primeira vez no país em 1996. A razão é a introdução local do caramujo Pomacea flagellata, entre 1982 e 1986, como alimento para peixes. O efeito colateral da proliferação dos novos caramujos foi vitaminar a população do caramujeiro. Foto: Dario Sanches

 

 
 

Leia também

Análises
19 de julho de 2024

Transespinhaço: a trilha que está nascendo na única cordilheira do Brasil

Durante 50 dias e 740 quilômetros a pé, testei os caminhos da Transespinhaço em Minas Gerais, de olho nos desafios e oportunidades para esta jovem trilha de longo curso

Notícias
19 de julho de 2024

Indústria da carne age para distrair, atrasar e inviabilizar ação climática, diz relatório

Trabalho de organização europeia analisou 22 das maiores empresas de carne e laticínios em quatro continentes

Salada Verde
19 de julho de 2024

Amazônia é mais destruída pelo consumo nacional do que pelas exportações

Consumo e economias das grandes cidades do centro-sul são o principal acelerador do desmatamento da floresta equatorial

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.