Salada Verde

Ecologia de fachada

Último domingo (8) a reportagem de O Eco participou de nova passeata contra a construção do bairro Noroeste, em frente ao Parque Nacional de Brasília. Veja fotos.

Salada Verde ·
9 de novembro de 2009 · 13 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Último domingo (8) a reportagem de O Eco acompanhou nova passeata (imagens acima) contra a construção do bairro Noroeste, em frente ao Parque Nacional de Brasília. Cerca de 200 manifestantes mobilizados pelo Movimento Cerrado Vivo percorreram alguns quilômetros de trilha em meio a um Cerrado bem preservado, que abriga espécies típicas do bioma e nascentes. As obras já começaram, levando desmatamento e avenidas à área verde. Uma delas está ao lado de uma pequena vila indígena desprezada pela Fundação Nacional do Índio. Representantes do movimento seguem alertando que o projeto nada tem de ecológico e que contribuirá para tornar o trânsito ainda mais caótico e destruirá cerca de 800 hectares de Cerrado para alimentar o mercado imobiliário e o crescimento urbano irrefreável. Os apartamentos previstos para o local terão um dos metros quadrados construídos mais caros do país.

Saiba mais:
Noroeste em crise
Conversa fiada no DF

Leia também

Notícias
20 de maio de 2022

Alto custo é principal barreira para visitação de parques

De acordo com estudo, alto custo da viagem, distância e falta de informações disponíveis são os principais obstáculos para visitação de parques naturais

Notícias
20 de maio de 2022

Presidenciáveis recebem plano para reverter boiadas ambientais de Bolsonaro

Estratégia ‘Brasil 2045’ propõe medidas para reconstruir política ambiental brasileira e fazer país retomar posição de liderança global em meio ambiente

Análises
20 de maio de 2022

O dilema de Koniam-Bebê

Ocupação indígena no Parque Estadual Cunhambebe realimenta falsa dicotomia entre unidades de conservação e territórios indígenas

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1

  1. Cássio Garcez diz:

    Brilhante análise, Beto. Parabéns e obrigado por ela.