Salada Verde

Ibama proíbe caça do javali

Nova instrução federal proíbe çaça de controle ao javali e prioriza o manejo sustentável da espécie

Redação ((o))eco ·
25 de agosto de 2010 · 14 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Foi publicada uma Instrução Normativa de n.º 8, de 17/08/2010, no Diário Oficial da União, que institui um novo grupo de trabalho, cordenado pela Diretoria de Uso Sustentável da Biodiversidade e Florestas (DBFlo) e representantes técnicos das superintendências do Ibama para definição de propostas que melhorem a eficiência de controle dos javalis na natureza. Essa medida de minimização de impactos ambientais e uso sustentável vai de encontro à decisão do presidente do Ibama, Abelardo Bayma que revogou a Instrução Normativa n.º 71, de 04/08/2005, que autorizava o controle populacional do javali (Sus scrofa) por meio de captura e abate em todo o estado do Rio Grande do Sul.

De acordo com a nova norma fica proíbida a caça dessa e de outras espécies consideradas pragas para a agricultura, flora nativa ou para a integridade humana. Antes é preciso equilibrar a situação e a elaboração de acordos em todos os estados brasileiros afetados pela ação das populações de javalis.
 
“A proposição é que se busquem soluções de controle permanente, regularizando-se os criadouros com processos anteriores, evitando-se as criações clandestinas e estabelecendo-se os mecanismos que miniminizem ou eliminem as possibilidades de disseminação da nocividade desta espécie, considerada praga no território nacional”, explica Vitor Hugo Cantarelli, coordenador de Gestão do Uso de Espécies de Fauna (Coefa/DBFlo). (Laura Alves)

Leia também

Notícias
23 de fevereiro de 2024

Pouco mais de mil espécies representam metade das árvores tropicais do planeta, aponta estudo

Publicada na revista Nature, estimativa é de que 2,24% das espécies arbóreas da Amazônia, África e Sudeste Asiático correspondam a 50% dos 800 bilhões de árvores do bioma tropical

Notícias
22 de fevereiro de 2024

CEEE Equatorial terá que isolar fios da rede elétrica para proteger bugios, decide Justiça

Juiz acatou pedido do MP e concessionária de energia que atua na Região Metropolitana de Porto Alegre (RS) terá que adequar o serviço para evitar morte de bugios

Notícias
22 de fevereiro de 2024

ICMBio convoca sociedade para analisar propostas de novas UCs

Ao todo, foram analisadas 219 propostas de criação ou ampliação de unidades de conservação em todos os biomas do país. Maior parte delas na zona costeira e marinha

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Comentários 1

  1. Michael diz:

    So no brasil mesmo…o animal é exotico e esta causando danos economicos e ambientais serios,nao tem que regulamentar ou manejar,tem que exterminar o bicho antes que a praga avance ainda mais país a dentro pondo em risco inclusive vidas humanas.