Reportagens

No Rio, uma pérola do montanhismo

São 30 quilômetros em meio à Mata Atlântica nas montanhas do Parque Nacional da Serra dos Órgãos. A travessia Petrópolis-Teresópolis é uma das melhores do país.

Aldem Bourscheit · Gustavo Faleiros ·
16 de agosto de 2008 · 14 anos atrás

O montanhismo no Brasil não é bem estruturado como em outros países. Quem já caminhou em outras paragens ou já ouviu relatos de amigos que visitaram parques nacionais nos Estados Unidos, Oceania, Europa e até mesmo nos nossos vizinhos Argentina e Chile sabe que nossas áreas protegidas precisam avançar muito para garantir espaço para bons acampamentos, trilhas sinalizadas e regras para impedir a degradação ambiental.

A travessia entre as cidades de Petrópolis e Teresópolis, no Parque Nacional da Serra dos Órgãos (RJ) tem tudo para ser o primeiro exemplo bem sucedido aos montanhistas brasileiros. Não por sua estrutura, que ainda é carente de banheiros e trilhas bem sinalizadas, mas por sua tradição e beleza. O roteiro de 30 Km, desenhado para ser percorrido em dois dias e meio atrai número considerável de visitantes, que certamente estariam dispostos a respeitar regras mais rígidas para desfrutar momentos únicos na paisagem exuberante.

Montamos aqui um pequeno guia da trilha com fotografias para revelar os pontos altos desta linda travessia. O P.N. Serra dos Órgãos, fundado em 1939, está entre as primeiras áreas protegidas do Brasil e protege ecossistemas de montanha e vales repletos de típica vegetação de Mata Atlântica. Ali estão alguns dos pontos mais altos do Sudeste, como a Pedra do Sino, a 2663 metros. A travessia é geralmente feita nos meses de inverno, período de estiagem na região, e não tem alto grau de dificuldade. Qualquer um em razoável forma física tem capacidade para completá-la. Mas não custa estar acompanhado de um guia. E é necessário fazer reserva junto à direção do Parque, que tem uma página na Internet explicando o que se deve fazer para entrar nessa trilha.

  • Aldem Bourscheit

    Jornalista cobrindo histórias sobre Conservação da Natureza, Crimes contra a Vida Selvagem, Ciência, Comunidades Indígenas e ...

  • Gustavo Faleiros

    Editor da Rainforest Investigations Network (RIN). Co-fundador do InfoAmazonia e entusiasta do geojornalismo. Baterista dos Eventos Extremos

Leia também

Notícias
20 de maio de 2022

Alto custo é principal barreira para visitação de parques

De acordo com estudo, alto custo da viagem, distância e falta de informações disponíveis são os principais obstáculos para visitação de parques naturais

Notícias
20 de maio de 2022

Presidenciáveis recebem plano para reverter boiadas ambientais de Bolsonaro

Estratégia ‘Brasil 2045’ propõe medidas para reconstruir política ambiental brasileira e fazer país retomar posição de liderança global em meio ambiente

Análises
20 de maio de 2022

O dilema de Koniam-Bebê

Ocupação indígena no Parque Estadual Cunhambebe realimenta falsa dicotomia entre unidades de conservação e territórios indígenas

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1

  1. Cássio Garcez diz:

    Brilhante análise, Beto. Parabéns e obrigado por ela.