Notícias

A morte da menina que plantava árvores em São Paulo

Julie Dias morreu atropelada na manhã de sexta-feira. Ela plantava árvores, plantava vida na cidade. À noite, Juliana se multiplicou.

Redação ((o))eco ·
3 de março de 2012 · 10 anos atrás
As flores estavam por todas as partes do protesto. (Foto: foradoeixo.org.br)
As flores estavam por todas as partes do protesto. (Foto: foradoeixo.org.br)
Mas a gente não sabe viver de outro jeito. E a gente se reproduz.


“… e não há melhor resposta
que o espetáculo da vida:
vê-la desfiar seu fio,
que também se chama vida,
ver a fábrica que ela mesma,
teimosamente, se fabrica,
vê-la brotar como há pouco
em nova vida explodida;
mesmo quando é assim pequena
a explosão, como a ocorrida;
mesmo quando é uma explosão
como a de há pouco, franzina;
mesmo quando é a explosão
de uma vida severina.”
João Cabral de Mello Neto, in Morte e Vida Severina

Uma gota cai bem no centro da pupila. Mas a gente segue de olho aberto.

* A ideia de família quem traçou foi o Marcelo Mig, que também enfrentou a chuva para se despedir nesta noite triste. A de continuidade veio de ver as fotos lindas da filha do William Cruz, do vadebike.org, que nasceu nesta mesma semana; motivo para gente não desistir de ter esperança.

Leia também

Notícias
24 de setembro de 2021

Ameaçado pelo avanço da agricultura, Pampa é o bioma que mais perde vegetação nativa

Levantamento do Mapbiomas mostra que em 36 anos o segundo menor bioma do país perdeu 21,04% de sua cobertura vegetal. Maior parte da perda foi para a produção de soja

Notícias
24 de setembro de 2021

Servidores da Bahia entram com ação contra “Secretária-Diretora” do Meio Ambiente no estado

Associação de servidores ambientais denuncia inconstitucionalidade do acúmulo de cargos de chefia na área ambiental do estado exercido por Márcia Telles há mais de 4 meses

Notícias
23 de setembro de 2021

Sociedade civil repudia propostas antiambientais da Economia

Planos de Paulo Guedes e setor empresarial para o meio ambiente estão sendo analisados pelo Ibama, que tem até dia 30 de setembro para responder

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta