Notícias

Governo de Tocantins recua sobre safari africano no Jalapão

Em nota, governo descarta viabilidade do projeto Out of Africa Brasil. Repercussão negativa foi decisiva para mudança de posicionamento.

Daniele Bragança ·
5 de outubro de 2012 · 10 anos atrás
Jalapão (acima), local escolhido para abrigar 400 animais africanos. Empreendimento perdeu o apoio do governo de Tocantins. Foto: wikimédia
Jalapão (acima), local escolhido para abrigar 400 animais africanos. Empreendimento perdeu o apoio do governo de Tocantins. Foto: wikimédia
 

A repercussão negativa do empreendimento Out of Africa Brasil (OOAB) − que pretende transformar o Jalapão em um safari africano − fez o governo de Tocantins recuar e afirmar, por meio de nota, que “não vê viabilidade na implementação do projeto”.

O projeto Out of Africa Brasil estava sendo analisado pelo Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), responsável pelos licenciamentos ambientais no estado. O seu presidente, Alexandre Tadeu, chegou a dar declaração pública em favor do empreendimento.

Ontem, porém, em nota divulgada no portal T1 de notícias, a Secretaria de Comunicação do governo de Tocantins informou a mudança de posicionamento: “Apenas pela rejeição provocada nos meios ambientas federais e pela própria sociedade, o Governo não vê viabilidade na implementação do referido projeto como ele foi aventado” afirma.

Para relembrar, o Out of Africa Brasil pretende colocar 400 animais da savana africana livres numa área de 100 mil hectares de Cerrado. A repercussão veio na hora. Em ((o)) eco, a matéria de Leilane Marinho ficou, em poucas horas, no primeiro lugar das mais lidas da semana. No twitter, a hastag #leãonojalapãonão! foi criada para protestar contra o empreendimento. Um abaixo assinado online contra a proposta também já feito, com 1775 assinaturas recolhidas até o fechamento desta nota.

A nota do governo de Tocantins termina com um pedido para que os empreendedores internacionais mantenham a disposição de investir no estado, em projetos “viáveis e em consonância com a sustentabilidade e respeito ao meio ambiente”.

  • Daniele Bragança

    É repórter especializada na cobertura de legislação e política ambiental. Formada em jornalismo pela Universidade do Estado d...

Leia também

Notícias
20 de maio de 2022

Alto custo é principal barreira para visitação de parques

De acordo com estudo, alto custo da viagem, distância e falta de informações disponíveis são os principais obstáculos para visitação de parques naturais

Notícias
20 de maio de 2022

Presidenciáveis recebem plano para reverter boiadas ambientais de Bolsonaro

Estratégia ‘Brasil 2045’ propõe medidas para reconstruir política ambiental brasileira e fazer país retomar posição de liderança global em meio ambiente

Análises
20 de maio de 2022

O dilema de Koniam-Bebê

Ocupação indígena no Parque Estadual Cunhambebe realimenta falsa dicotomia entre unidades de conservação e territórios indígenas

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1

  1. Cássio Garcez diz:

    Brilhante análise, Beto. Parabéns e obrigado por ela.