Notícias

Alemanha aprova fim de usinas nucleares até 2022

Nesta segunda-feira, dia 6, foi sancionada a reforma da legislação nuclear que determina o encerramento definitivo dos oito reatores desativados após a tragédia na usina atômica japonesa de Fuskushima.

Daniele Bragança ·
6 de junho de 2011 · 13 anos atrás
Acidente nuclear na usina de Fukushima, Japão, mudou o rumo da matriz energética na Alemanha (crédito: Digital Globe)
Acidente nuclear na usina de Fukushima, Japão, mudou o rumo da matriz energética na Alemanha (crédito: Digital Globe)
O governo alemão acaba de dar mais um passo para acabar com o uso de energia nuclear, que responde por 23% da matriz energética da Alemanha. De acordo, com a agência EFE, nesta segunda-feira, dia 6, foi sancionada a reforma da legislação nuclear que determina o encerramento definitivo dos oito reatores desativados após a tragédia na usina atômica japonesa de Fuskushima, além de uma série de medidas que visam ao fechamento de todas as usinas nucleares ainda ativas no país até 2022 e promover a substituição por energias renováveis, tal como a energia eólica.

A nova lei nuclear prevê a construção de novas linhas de alta tensão para a distribuição da energia produzida pelos futuros parques eólicos; o fechamento definitivo dos oito primeiros reatores, desligados desde março, e a desativação dos nove restantes de maneira gradual, sendo que o primeiro em 2015 e os três últimos em 2022.

O grande desafio de renunciar à energia atômica é encontrar maneiras de substituir a eletricidade gerada pelas usinas sem recorrer ao uso do carvão, que elevaria as emissões de Co2 do país.

Ambientalistas divergem entre si sobre o uso de energia nuclear. Embora não seja uma energia considerada limpa, sua geração não produz gases do efeito estufa, considerados os principais responsáveis pelo aquecimento global.

{iarelatednews articleid=”24985,24886,18303,24071,23476,24983,24892,24902,24266,23935,23896″}

  • Daniele Bragança

    Repórter e editora do site ((o))eco, especializada na cobertura de legislação e política ambiental.

Leia também

Notícias
24 de abril de 2024

Na abertura do Acampamento Terra Livre, indígenas divulgam carta de reivindicações

Endereçado aos Três Poderes, documento assinado pela Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB) e organizações regionais cita 25 “exigências e urgências” do movimento

Reportagens
24 de abril de 2024

Gilmar suspende processos e propõe ‘mediação’ sobre ‘marco temporal’

Ministro do STF desagrada movimento indígena durante sua maior mobilização, em Brasília. Temor é que se abram mais brechas para novas restrições aos direitos dos povos originários

Notícias
24 de abril de 2024

Cientistas descobrem nova espécie de jiboia na Mata Atlântica

A partir de análises moleculares e anatômicas, pesquisadores reconhecem que jiboia da Mata Atlântica é diferente das outras, e animal ganha status de espécie própria: a jiboia-atlântica

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.