Salada Verde

Bonito pede abertura de Bodoquena

Congresso de Natureza, Turismo e Sustentabilidade termina com apelo para a implementação do Parque Nacional  fechado desde sua criação há 10 anos. 

Redação ((o))eco ·
28 de outubro de 2010 · 11 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Cascatas no rio Taquaral, divisa do Parque da Bodoquena no município de Bonito (foto: Gustavo Faleiros)
Cascatas no rio Taquaral, divisa do Parque da Bodoquena no município de Bonito (foto: Gustavo Faleiros)

Bonito – Terminou nesta quarta feira primeiro Congresso de Natureza, Turismo e Sustentabilidade, realizado na cidade de Bonito, Mato Grosso do Sul. O encontro realizará sua segunda edição, em 2011, na capital do Mato Grosso, Cuiabá, anunciou a instituição organizadora do evento, a Fundação Neotrópica.

Durante três dias, o Conatus reuniu cerca de 320 participantes para debater políticas de turismo ligadas à estratégias de conservação. No término do evento, três moções foram apresentadas, sendo duas delas pedindo celeridade do governo federal na implementação do Parque Nacional da Bodoquena. Criada há dez anos, a área protegida permanece fechada em função da dificuldade em regularizar a situação fundiária.

O Institito Chico Mendes de Conservação de Biodiversidade (ICMBio), um dos patrocinadores do evento, comunicou que espera aprovar um plano de manejo até o fim do primeiro semestre de 2011 . O diretor de Unidades de Conservação de Proteção Integral do órgão, Ricardo Soavinski, mencionou que a forma mais rápida de solucionar o passivo de indenizações pelas terras desapropriadas seria utilizar o instrumento de compensação por reserva legal, que no momento está sendo usado na regularização do Parque Nacional da Serra da Canastra, em Minas Gerais. “Temos o apoio do promotor da região e agora precisamos de um posicionamento do governo do Mato Grosso do Sul, só dependemos disso”, mencionou Soavinski.

Araras-vermelha nas proximidades da divisa da unidade de conservação (foto: Gustavo Faleiros)
Araras-vermelha nas proximidades da divisa da unidade de conservação (foto: Gustavo Faleiros)

Embora o plano de manejo e regularização fundiária ainda estejam no campo das promessas, o parque já está dando os primeiros passos para seu funcionamento. Durante esta semana, membros do conselho consultivo da área protegida fizeram uma primeira visita aos domínios do parque e também realizaram uma reunião para a revisão do estatuto do colegiado. “O conselho consultivo será essencial para a efetiva implementação do parque”, frisou o chefe da unidade, Fernando Vilella, durante a visita, ocorrida na terça (26).

A abertura do Parque da Bodoquena, a única área de proteção integral com toda extensão localizada dentro do estado do MS, deve fortalecer ainda mais o turismo em Bonito e nas cidade vizinhas. Dentro do parque está a nascente do rio Formoso, corpo da água onde estão alguns dos empreendimento mais visitados de Bonito. (Gustavo Faleiros)

O rio Formoso, essencial para diversas atrações turísticas de Bonito (foto: autor)
O rio Formoso, essencial para diversas atrações turísticas de Bonito (foto: autor)

Leia também

Análises
20 de setembro de 2021

Uma aventura na Rota dos Pioneiros, a maior trilha aquática do Brasil

Percorrida de caiaque pelas águas do rio Paraná, na divisa entre Mato Grosso do Sul e Paraná, a Rota dos Pioneiros é uma oportunidade de remar no curso deste gigante e conhecê-lo de forma privilegiada

Notícias
20 de setembro de 2021

Desmatamento na Amazônia até agosto é 48% maior que mesmo período em 2020

Acumulado do ano chegou a 7.715 km², a maior cifra da década. Somente em agosto foram desmatados 1.606 km², área equivalente a cinco vezes Belo Horizonte

Reportagens
20 de setembro de 2021

Vegetação nativa exerce efeito protetor contra poluentes em remanescentes florestais

Estudo indica que a proporção de cobertura florestal em áreas do Corredor Ecológico Cantareira-Mantiqueira influencia as concentrações de metais tóxicos acumulados em abelhas jataí encontradas na área de proteção ambiental

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta