Notícias

Energia das ondas

A energia vinda das marés parece ser a próxima onda verde da Europa. Isso porque grandes empresas, como a irlandesa OpenHydro e a alemã RWE estão investindo milhões nas iniciativas para transformar a energia das ondas em eletricidade e, assim, tornar seus países menos dependentes das fontes não renováveis. Segundo notícia do jornal alemão Der Spiegel, reproduzida pelo UOL, dezenas de protótipos do experimento deverão estar prontos para o lançamento comercial nos próximos cinco anos. Analistas acreditam que até 2020 a Europa contará com uma capacidade instalada de usinas para produção de energia elétrica de dois a cinco mil megawatts. Isso equivale a entre quatro e dez usinas termoelétricas movidas a carvão. Diferentemente das experiências que são realizadas com a energia marinha desde a década de 1960, os novos investimentos prometem ser mais ecologicamente sensíveis do que os do passado.

Redação ((o))eco ·
18 de março de 2008 · 14 anos atrás

Leia também

Notícias
13 de outubro de 2021

Desmatamento na Amazônia em setembro chega perto de 1000 km², aponta INPE

Sistema de alertas Deter indica que este é o segundo pior setembro da série histórica. Números ficam atrás apenas de 2019, quando os alertas indicaram perda de 1.454 km²

Notícias
13 de outubro de 2021

Área de pasto cresceu 200% na Amazônia nos últimos 36 anos

Atualmente, pastagens ocupam 154 milhões de hectares em todo país, área equivalente a quase todo estado do Amazonas, mostra levantamento do Mapbiomas

Colunas
13 de outubro de 2021

10 livros para mergulhar em conservação, parte 3: o canto do dodô

Dando sequência na série sobre grandes livros da conservação, apresento a obra-prima do jornalista David Quammen, um livro de um não-cientista que qualquer cientista teria orgulho de ter escrito

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta