Vídeos

Energia solar na Argentina contra o desmatamento

Instalações solares evitam o desmatamento e melhoram a qualidade de vida em oito povoados no interior da Argentina.

Jürgen Schneider ·
7 de setembro de 2012 · 10 anos atrás

 

As pessoas em Jujuy, no noroeste da Argentina, têm uma vida difícil. Como quase não há mais trabalho nesta antiga região de minas, muitos moradores já emigraram. Os lugarejos situam-se em até quatro mil metros de altitude no planalto de Puna, próximo à fronteira com a Bolívia.

A incidência solar é intensa, o ar é rarefeito e as noites são extremamente frias, mesmo no verão. Para aquecer suas casas, os habitantes desmataram grande parte da vegetação. Agora, instalações de aquecimento solar combatem a ameaça de desertificação.

Forma de energia: Solar

Objetivo do projeto: Evitar o desmatamento e melhorar a qualidade de vida

Amplitude do projeto: Instalações solares para oito lugarejos, entre os quais 350 fogões solares, 81 sistemas de água quente e 10 sistemas de calefação nas escolas

Volume de investimentos: 466 mil euros nos últimos sete anos

Redução de emissões de CO2: Cerca de 1.100 toneladas por ano nos oito povoados envolvidos no projeto

Um filme de Jürgen Schneider

Esse conteúdo é publicado em uma parceria de ((o))eco com a Deutsche Welle, emissora pública alemã
 


Leia também

Notícias
6 de julho de 2022

Coalizão pelo Pampa publica carta aberta em defesa do bioma e alerta para ameaças

O documento lista dez diretrizes e ações para uso sustentável e conservação do Pampa e chama atenção para ameaças e destruição acelerada nos últimos anos

Notícias
6 de julho de 2022

Governador de Roraima sanciona lei que proíbe destruição de equipamentos do garimpo ilegal

Ministério Público afirma que lei é inconstitucional e pede que seja julgada no STF. Autor da proposta na Assembleia é defensor declarado do garimpo

Notícias
6 de julho de 2022

Governador do MT veta projeto que barrava construção de usinas no Rio Cuiabá

Considerado uma das principais veias de abastecimento do Pantanal, o curso d'água é alvo de um complexo de seis pequenas centrais hidrelétricas. Parlamentares organizam reversão do veto

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta