Vídeos

Energia solar na Argentina contra o desmatamento

Instalações solares evitam o desmatamento e melhoram a qualidade de vida em oito povoados no interior da Argentina.

Jürgen Schneider ·
7 de setembro de 2012 · 9 anos atrás

 

As pessoas em Jujuy, no noroeste da Argentina, têm uma vida difícil. Como quase não há mais trabalho nesta antiga região de minas, muitos moradores já emigraram. Os lugarejos situam-se em até quatro mil metros de altitude no planalto de Puna, próximo à fronteira com a Bolívia.

A incidência solar é intensa, o ar é rarefeito e as noites são extremamente frias, mesmo no verão. Para aquecer suas casas, os habitantes desmataram grande parte da vegetação. Agora, instalações de aquecimento solar combatem a ameaça de desertificação.

Forma de energia: Solar

Objetivo do projeto: Evitar o desmatamento e melhorar a qualidade de vida

Amplitude do projeto: Instalações solares para oito lugarejos, entre os quais 350 fogões solares, 81 sistemas de água quente e 10 sistemas de calefação nas escolas

Volume de investimentos: 466 mil euros nos últimos sete anos

Redução de emissões de CO2: Cerca de 1.100 toneladas por ano nos oito povoados envolvidos no projeto

Um filme de Jürgen Schneider

Esse conteúdo é publicado em uma parceria de ((o))eco com a Deutsche Welle, emissora pública alemã
 


Leia também

Notícias
13 de outubro de 2021

Desmatamento na Amazônia em setembro chega perto de 1000 km², aponta INPE

Sistema de alertas Deter indica que este é o segundo pior setembro da série histórica. Números ficam atrás apenas de 2019, quando os alertas indicaram perda de 1.454 km²

Notícias
13 de outubro de 2021

Área de pasto cresceu 200% na Amazônia nos últimos 36 anos

Atualmente, pastagens ocupam 154 milhões de hectares em todo país, área equivalente a quase todo estado do Amazonas, mostra levantamento do Mapbiomas

Colunas
13 de outubro de 2021

10 livros para mergulhar em conservação, parte 3: o canto do dodô

Dando sequência na série sobre grandes livros da conservação, apresento a obra-prima do jornalista David Quammen, um livro de um não-cientista que qualquer cientista teria orgulho de ter escrito

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta