Fotografia

Chapada das Mesas: jóia do Cerrado no Maranhão

Uma região muito especial e que retribui com grandes recompensas quem se aventura pelas terras do Maranhão. Veja ensaio.

Palê Zuppani ·
25 de maio de 2011 · 11 anos atrás
Um cerrado único e grande potencial turístico são destaques do Parque Nacional da Chapada das Mesas no centro-sul do Maranhão, nos municípios de Carolina, Estreito e Riachão. A criação do parque é relativamente nova, 2005, e busca ampliar as áreas de preservação do bioma cerrado, já que esse sofre grande pressão das carvoarias e da expansão da fronteira agropecuária. Esse cerrado é rico em diversidade biológica, pois compartilha elementos da caatinga e da Amazônia. O parque abrange uma área de 160 mil hectares com um relevo muito característico de morros de arenitos (chapadas) em formas de mesas e inúmeras grotas, veredas, cavernas, riachos e rios volumosos que dão todo um toque especial. A diversidade de ambientes é muito grande. Destaca-se a cachoeira de São Romão no rio Farinha a maior do parque e o Morro do Chapéu.

Mas não é somente dentro da área do parque que ficam todos os atrativos da região, pois na área do entorno (área de amortização) ficam grandes destaques turísticos, como o Poço Azul e o Encanto Azul no município de Riachão; o Santuário da Pedra Caída (grande complexo turístico com inúmeras atrações e cachoeiras) e o Portal da Chapada (grande portal pelo qual se avista muitos dos destaques do Parque Nacional) no município de Carolina.

A região é muito especial e retribui com grandes recompensas para quem se aventura por essas terras do Maranhão.

 

 

Copie o código e cole em sua página pessoal:

” size=”60″>

 

Palê Zuppani
Fotógrafo e viajante de alma! ”…parece que tudo acontece ao mesmo tempo. Os momentos, os sentimentos, os aprendizados, as mudanças… a vida… de muitas formas e o tempo todo. E quando vejo, sinto, aprendo, mudo… vivo… surge a vontade de transmissão, e nesse mesmo tempo, meu olhar atravessa a lente e tiro uma foto. Cada foto tem sua história…”. Palê está no começo de sua vida como fotografo e contribui com para vários meios de comunicação, livros, exposições, projetos autorais e pesquisas ambientais. Parte do seu acervo está sob os cuidados da Pulsar Imagens, além do Banco de Imagens FotoNatural, do próprio autor com outros fotógrafos da mesma família (pai e irmão também são fotógrafos). Para conhecer mais sobre Palê, acesse http://pale.fotonatural.com.br.

Veja também por Palê Zuppani
Os braços do Parnaíba
A majestosa onça-pintada do Pantanal

Leia também

Reportagens
19 de maio de 2022

Pesquisa questiona ocorrência de Mata Atlântica no Piauí

O estudo caracterizou flora e vegetação de florestas estacionais em municípios na área de abrangência da Lei da Mata Atlântica no Piauí e concluiu que não há espécies botânicas exclusivas do Bioma

Notícias
19 de maio de 2022

Em meio à ameaça da mineração, projeto prevê criação de parque na Serra do Curral

O projeto de lei nº 1.125/22 foi apresentado às comissões da Câmara dos Deputados nesta terça-feira (17) pelo deputado Reginaldo Lopes (PT-MG) para garantir a proteção da serra mineira

Reportagens
18 de maio de 2022

Ocupação indígena no Parque Estadual Cunhambebe quer retomar posse do território

Indígenas estão acampados desde quinta (12) ao lado da sede do parque fluminense, em mobilização pela retomada do seu território ancestral

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 3

  1. Eu espero que os indígenas sejam assentados em terras degradadas do entorno, onde eles podem produzir suas roças à vontade. Infelizmente vimos muitas vezes o resultado da entrada de indígenas nas unidades de conservação do sul da Bahia e norte do Rio Grade do Sul, para no falar do litoral de São Paulo e Paraná. A extinção local dos animais de maior porte se segue rapidamente, assim como a venda de madeira. As unidades de conservação não são palco para solucionar os nosso grave problemas sociais.


  2. Israel Gomes da Silva diz:

    Se não tem apoio de partido político, quem está bancando a picanha e a bebida que a liderança está comendo todos os dias no Sahy Vilage Shopping, sendo solicitado apenas Notinhas da comida? Todos os dias um grupo de indígenas vão à praia e aí Shopping, mesmo no frio.


  3. Salvador Sá diz:

    Parabens ao Duda pela materia, me permite concluir que estamos diante de uma nova e muito grave ameaça ao q sobrou, grave pq faz uso de uma causa nobre, mas cheia de equivocos e que está enganando muita gente e não só os próprios índios. A materia fura o cerco de silencio feito pelo ambientalismo seletivo e chapa branca midiatico.