Fotografia

Hoje é dia de Maria

O macaco-prego-galego, espécie desaparecida há 200 anos e redescoberta em 2006, teve seu primeiro filhote em cativeiro. Pesquisadores montaram um quebra-cabeças taxonômico.

Adriano Gambarini · Cristiane Prizibisczki ·
17 de maio de 2008 · 14 anos atrás

No final de abril, Maria foi apresentada ao público. Ao evento, compareceram jornalistas, políticos, pesquisadores, crianças e adultos. Sua fama não é por menos: ela é o primeiro filhote de uma espécie rara de macaco nascido em cativeiro, o macaco-prego-galego, ou Cebus flavius, espécie desaparecida há mais de 200 anos e redescoberta em 2006 pelo Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Primatas Brasileiros, do Instituto Chico Mendes.

Para montar a história de Maria e de sua espécie, foi preciso juntar muitas peças de um antigo quebra-cabeças taxonômico, no qual entraram descrições e informações de autores dos séculos XVII ao século XXI. Ao final do trabalho, a surpresa de descobrir que as populações avistadas não faziam parte de uma variação fenotípica do Cebus libidinosus, a espécie mais conhecida de macaco-prego, nem eram uma nova espécie.

Para tristeza de Maria, no entanto, ela já nasce sob o perigo de extinção: atualmente, estima-se que existam cerca de 20 populações, algo entre 200 e 300 animais, mas apenas oito foram confirmadas, números que colocam a espécie entre as mais ameaçadas do Brasil.

Como o mico-leão-galego ocorre em um dos fragmentos mais ameaçados do país, a Zona da Mata nordestina, onde os remanescentes representam apenas 1% da cobertura florestal original, a espécie fica a mercê do iminente perigo de extinção e à espera de ações conservacionistas do governo que garantam o mínimo de espaço para sua sobrevivência.

Leia relato de Adriano Gambarini sobre como foi fotografar o trabalho de pesquisadores do macaco-prego-galego.

 

 

 

  • Adriano Gambarini

    É geólogo de formação, com especialização em Espeleologia. É fotografo profissional desde 92 e autor de 14 livros fotográfico...

  • Cristiane Prizibisczki

    Cristiane Prizibisczki é Alumni do Wolfson College – Universidade de Cambridge (Reino Unido), onde participou do Press Fellow...

Leia também

Notícias
20 de maio de 2022

Alto custo é principal barreira para visitação de parques

De acordo com estudo, alto custo da viagem, distância e falta de informações disponíveis são os principais obstáculos para visitação de parques naturais

Notícias
20 de maio de 2022

Presidenciáveis recebem plano para reverter boiadas ambientais de Bolsonaro

Estratégia ‘Brasil 2045’ propõe medidas para reconstruir política ambiental brasileira e fazer país retomar posição de liderança global em meio ambiente

Análises
20 de maio de 2022

O dilema de Koniam-Bebê

Ocupação indígena no Parque Estadual Cunhambebe realimenta falsa dicotomia entre unidades de conservação e territórios indígenas

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1

  1. Cássio Garcez diz:

    Brilhante análise, Beto. Parabéns e obrigado por ela.