Notícias

Cerrado pela metade

Estimativas apontam que Cerrado já perdeu 48,8% de sua vegetação original. Isso equivale à soma das áreas dos estados de Mato Grosso e Santa Catarina. Números oficiais saem em 11 de setembro.

Redação ((o))eco ·
1 de setembro de 2009 · 12 anos atrás

O governo realiza hoje nova reunião técnica para preparar a divulgação, em 11 de setembro (Dia do Cerrado), dos novos números sobre a devastação do bioma. As estimativas são de que 48,8% de sua vegetação original já foram para o beleléu, ou 994 mil quilômetros quadrados – algo como as áreas de Mato Grosso e de Santa Catarina somadas. O restante apresenta alto índice de fragmentação, principalmente na metade sul do bioma, mas há belas e boas porções dignas de conservação. Coisa para ontem. Os números oficiais anteriores apontavam que quatro em dez hectares do bioma tinham desaparecido. Cerrado e Caatinga ainda não foram reconhecidos pelo Congresso como patrimônios naturais do país, por pressão de ruralistas e desprezo governista pela área ambiental.

Leia também

Notícias
28 de janeiro de 2022

‘Nós não negamos nem desprezamos as causas das mudanças de clima’, defende-se Xico Graziano

Em pedido de resposta, engenheiro agrônomo Xico Graziano, membro do núcleo de campanha de Sergio Moro, diz que candidatura é aliada na luta em defesa do futuro sustentável

Salada Verde
28 de janeiro de 2022

Filhote de onça se esconde em motor de caminhonete, veja vídeo

Onça cutucada com vara curta contraria dito popular e apenas foge. Filmagem tem sido compartilhada em grupos e nas redes sociais. Não se sabe a origem do vídeo

Notícias
28 de janeiro de 2022

Cientistas pedem que países europeus e China boicotem soja e carne brasileira

Em artigo, os pesquisadores denunciam a nova alta de desmatamento na Amazônia e pressionam os países a pararem de comprar soja e carne bovina brasileira

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1

  1. Manoel diz:

    Ou seja… os desqualificados nem escondem que a questão é política. Querem ajudar a quebrar o Brasil de qualquer jeito. E o melhor de tudo é apelaram pra China, como se não fossem os maiores poluentes do mundo. Infelizes…