Notícias

Raios fatais

INPE divulga levantamento do número de mortes por raios na última década: média anual é de 132 ocorrências. Trabalhadores de zonas rurais são maiores vítimas

Redação ((o))eco ·
9 de fevereiro de 2010 · 12 anos atrás

As mortes ocorreram com maior freqüência durante a primavera e o verão, período do ano em que ocorrem cerca de 80% dos raios do Brasil. Um fato curioso: os cinco dias que tiveram mais mortes foram de 16 a 20 de fevereiro, com 47 mortes no total. O recorde de mortes em um único dia ocorreu em 5 de março de 2003, quando foram registrados 5 óbitos. No total, entre 2000 e 2009 morreram 1321 pessoas atingidas por raios, 19% delas eram trabalhadores rurais que recolhiam animais ou trabalhavam em plantações com enxadas, pás e facões. A segunda circunstância mais comum foi estar próximo de meios de transporte (14% dos casos) ou mesmo dentro de casa (também 14%). Pessoas que morreram quando estavam embaixo de árvores somam 12% e em campos de futebol 10%.

Leia também

Notícias
28 de janeiro de 2022

‘Nós não negamos nem desprezamos as causas das mudanças de clima’, defende-se Xico Graziano

Em pedido de resposta, engenheiro agrônomo Xico Graziano, membro do núcleo de campanha de Sergio Moro, diz que candidatura é aliada na luta em defesa do futuro sustentável

Salada Verde
28 de janeiro de 2022

Filhote de onça se esconde em motor de caminhonete, veja vídeo

Onça cutucada com vara curta contraria dito popular e apenas foge. Filmagem tem sido compartilhada em grupos e nas redes sociais. Não se sabe a origem do vídeo

Notícias
28 de janeiro de 2022

Cientistas pedem que países europeus e China boicotem soja e carne brasileira

Em artigo, os pesquisadores denunciam a nova alta de desmatamento na Amazônia e pressionam os países a pararem de comprar soja e carne bovina brasileira

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1

  1. Manoel diz:

    Ou seja… os desqualificados nem escondem que a questão é política. Querem ajudar a quebrar o Brasil de qualquer jeito. E o melhor de tudo é apelaram pra China, como se não fossem os maiores poluentes do mundo. Infelizes…